Azorean and Brazilian Identity in the Feasts of the Divine Holy Spirit: the case of Viana (ES)

Keywords: religious feasts, Feast of the Divine Holy Spirit, Brazil

Abstract

In 1813, the Agricultural Colony of Viana was founded with the settlement of Portuguese immigrants from the Azores Islands. The Azorean families, in addition to seeking economic and social success, also brought their cultural background, including the object of our study: the Feast of the Divine Holy Spirit, which has been taking place in Viana since 1817. It is a bicentennial festival, full of material and immaterial symbolism, which preserves its structure, the ritual script similar to the one still occurring in the Azores, however, absorbing and maintaining also important characteristics of the local, capixaba and Brazilian culture. In this study, we revisit the historical context of the emergence of the Feast and the way it is held in the Azores. We comment briefly on its diffusion in Brazil and we analyze the Feast in Viana, basing on the narratives of its participants.

Author Biographies

Renata Siuda-Ambroziak, University of Warsaw

Associate professor of the American Studies Center, Institute of the Americas and Europe at the University of Warsaw. PhD in Social Philosophy, Post-Doc in Sociology. Main research interests concentrate on cultural and religious issues in Brazil. Currently a research scholarship holder at the State University of Rio de Janeiro (UERJ).

Fabiene Passamani Mariano, Federal University of Espírito Santo (Ufes)

Professora do Instituto Federal do Espírito Santo; Doutora em História Social das Relações Políticas pela Universidade Federal do Espírito Santo. Atua como pesquisadora no Laboratório de Estudos sobre o Ensino da Arte (LEENA) e no Laboratório de Estudos do Movimento Migratório (LEMM) da Universidade Federal do Espírito Santo.

References

Angelo, E. (2011). Trajetórias dos imigrantes açorianos em São Paulo: Processos de formação, transformação e ressignificação das representações culturais (Tese de doutorado, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo). Sistema de Publicação Eletrônica de Teses e Dissertações (TEDE) PUC-SP. https://tede2.pucsp.br/bitstream/handle/12671/1/Elis%20Regina%20Barbosa%20Angelo.pdf

Balestrero, H. (2012). Subsídios para o estudo da geografia e da história do município de Viana. JEP Gráfica.

Brandão, C. (1985). Memórias do sagrado: estudos de religião e ritual. Paulinas.

Cruz, J. (2014). A festa do Divino Espírito Santo em Gravataí/RS ao longo dos séculos XX – XXI (Dissertação de mestrado, Universidade do Vale do Rio dos Sinos). Repositório Digital da Biblioteca da Unisinos (RDBU). http://www.repositorio.jesuita.org.br/bitstream/handle/UNISINOS/5165/Jairton%20Ortiz%20da%20Cruz_.pdf

Durkheim, E. (1989). As formas elementares da vida religiosa. Paulinas.

Guarinello, N. (2001). Festa, trabalho e cotidiano. Em I. Jancsó & I. Kantor (eds.), Festa: cultura e sociabilidade na América portuguesa (v. 2, pp. 969–975). Imprensa Oficial; HUCITEC; EDUSP; FAPESP.

Halbwachs, M. (2013). A memória coletiva. Centauro.

Hobsbawn, E. (2014). Invenção das tradições. Paz e Terra.

Leal, J. (1994). As Festas do Espírito Santo nos Açores: um estudo de Antropologia Social. Publicações Dom Quixote. https://doi.org/10.4000/books.etnograficapress.1989

Leal, J. (2017). O culto do divino: migrações e transformações. Edições 70.

Mariano, F. (2012). Patrimônio e Memória: o Divino em Viana do Espírito Santo (Dissertação de mestrado, Universidade Federal do Espírito Santo). Repositório Institucional da Universidade Federal do Espírito Santo (RiUfes). http://repositorio.ufes.br/bitstream/10/2091/1/tese_5962_Disserta%C3%A7%C3%A3o%20Fabiene.pdf

Medina, J. (2007). O Ciclo do Espírito Santo / The Holy Ghost Cycle. Nova Gráfica.

Moraes, F. (2003). A Festa do Divino em Mogi das Cruzes: folclore e massificação na sociedade contemporânea. Annablume; FAPESP.

Neves, G. (2008). Coletânea de estudos e registros do folclore capixaba: 1944–1982. Centro Cultural de Estudos e Pesquisas do Espírito Santo.

Pollak, M. (1989). Memória, esquecimento, silêncio. Revista Estudos Históricos CPDOC-FGV, 2(3), 3–15.

Rocha, L. (2008). Viagem de Pedro II ao Espírito Santo. Coleção Canaã.

Saint-Hilaire. A. (1974). Viagem ao Espírito Santo e Rio Doce. Itatiaia.

Zaluar, A. (1983). Os homens de Deus: um estudo dos santos e das festas no catolicismo popular. Zahar Editores.

Published
2020-12-31